sexta-feira, 20 de abril de 2012

O outro lado da face



Olhando para o espelho procurando o outro lado da face abusiva e obscura. Procurando coisas estranhas, lembrando maneiras de coisas que fiz. 
Uma mesa cheia de cigarros e vodka. Desejando coisas, pensando em coisas indecentes. Lembranças de um corpo nu. Um pôster na parede do quarto, uma cena lésbica. Seu corpo fraqueja, sua mente não quer se livrar. Então se entrega ao momento. Você quer fazer aquilo, você deseja e deseja muito mais. 
Pensa no hoje, pensa no amanhã e lembra o que viveu. Ainda ocupado, escravizado pelo vício. Insanidade e desejo. Prazer, compreensão, quem se importa? 
Sente o corpo quente, a alma pesada e acumulada. Quer se livrar da angústia, mandar tudo pro esgoto e seguir os desejos. Fazer, fazer muito mais. Se satisfazer e no fim querer muito mais. No fim, um foda-se bem grande.
Olha para um lado e para o outro e cospe no chão, é tudo a mesma merda. Sempre a mesma ladainha, a mesma merda de sempre. Andam por ai se achando os salvadores e sabichões da honestidade. No escuro então são todos iguais, esperando o momento oportuno para liberarem suas hipocrisias em nome de Jesus. São eles os salvadores da humanidade. São os mesmo os fundadores suicidas. Destruidores morais, diria eu imorais. O imoral cobrando pela moralidade. Pobres santidades com suas coroas de bosta nas idéias. Tão fracos. Tão inocentes. 
Procurando por coisas, criando coisas e não tendo nada. Nada para o mesmo, nada para oferecer. Você não enxerga mais nenhuma utopia. O máximo que se vê são pessoas enxergando perfeição aonde não existe. Enganando-se, frustrando-se. Criando revoltas e depressões pelo o que nunca existiu. Sobra medo e falta coragem. Então um revolve lhe espera na gaveta. Então, o fim da existência. 

Você precisa de uma dose de uísque. Acalme-se, respire fundo. Seja inteligente, porque tanta pressa? Onde está a sua coragem? Então é assim, escravo do fracasso? 
Você tem medo do medo? O medo escraviza, ele te ilude e destrói. Ele faz de você a sua marionete. Ele te morde, ele te rasga, te maltrata. No fim você fracassa. Não conhece sua própria força. 

Lembra de quando você se encontrava perdido e achava tudo uma merda? 
Agora você escarra e sorri na cara de quem acha que sabe tudo sobre tudo. 
Ri profundamente da cara desses retardados

É tudo bonitinho, não é? Precisam de frases e se apóiam na idéia alheia. Tudo cópias e decorações. Tudo bonitinho por fora, cheio de firulas. Bem tratado. Vazio por dentro.
Sem utilidades, tudo a mesma merda. 
É tudo em nome de Jesus e da Madre Tereza. Essa gente fudida acha que irá mudar alguma coisa entregando o coração a Jesus. Não é por Deus, ou seja lá quem for, é tudo porque temem ir para o inferno. Logo, são todos egoístas. Santos endiabrados.
Hipócritas.

O coelhinho atravessou a rua. Morreu atropelado, coitadinho. A filha do vizinho continua uma gracinha. Seduz toda a vizinhança e no fim da tarde procura um namorado. Ou melhor, procura um pai para o seu filho recém ejaculado. 

O pastor inseguro continua inseguro. Meia hora antes do culto do meio de semana cheira alguns papelotes de cocaína, sentindo-se assim confiante e eufórico. Pronto para o primeiro de abril. Pronto para convencer a ignorância e recolher alguns trocados para os bispos comprarem emissoras de TV. 

Eu estou aqui olhando para o outro lado do espelho. Procurando a outra face, obscura e mentirosa. Tomando umas doses de desejo e uísque. No fim uma vodka e cigarros.

Me divertindo, rindo muito. Alucinado. Observando o outro lado do espelho. 
A Tropa dos imbecis.
Doentes, todos doentes atolados na mesma merda.
Todos querem a mesma merda.

Rindo, rindo muito por não fazer parte desta bosta coletiva que vende milhares de exemplares nos jornais todos os dias do ano. 

Não faço questão. 
Não quero.
Não me importo nem um pouco.

O reino dos débeis mentais! 

Se isso lhe ofende? Bem, eu sinto muito. É tudo verdade.

Jonathan Villaça
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Online Project management